Menu Fechar
Partilhar:

𝗔𝗦 𝗕𝗜𝗥𝗥𝗔𝗦, COMO AGIR NESTAS SITUAÇÕES EM PERDER A CABEÇA

 

As Birras….

 Ontem li um post duma mãe muito engraçado que dizia assim: “a pessoa que criou a frase “Aproveita cada minuto” não devia ter filhos nem conhecer as birras que eles fazem.” hehehe E eu pensei, não, em contrário, acho que eles tinham filhos e pensaram: aproveita cada minuto de paz e sem as birras até a próxima começar hehehe… Mas eu pergunto-me: será que eu e tu fazia-mos birras quando miúdos? mmmm eu devia fazer uma ou outra pois lembro muito bem dos olhos atravessados da minha mãe e os pequenos beliscões no braço… por isso não devia ser santa imaculada do sossego. 😅

 

𝗠𝗮𝘀 𝗾𝘂𝗲 𝗲́ 𝘂𝗺𝗮 𝗕𝗜𝗥𝗥𝗔?

 𝘉𝘰𝘮 𝘢 𝘣𝘪𝘳𝘳𝘢 𝘦́ 𝘶𝘮𝘢 𝘮𝘢𝘯𝘦𝘪𝘳𝘢 𝘥𝘢 𝘤𝘳𝘪𝘢𝘯𝘤̧𝘢 𝘦𝘹𝘱𝘳𝘦𝘴𝘴𝘢𝘳 𝘰 𝘲𝘶𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘳 𝘰𝘶 𝘯𝘢̃𝘰 𝘲𝘶𝘦𝘳, 𝘧𝘢𝘻 𝘱𝘢𝘳𝘵𝘦 𝘥𝘰 𝘴𝘦𝘶 𝘥𝘦𝘴𝘦𝘯𝘷𝘰𝘭𝘷𝘪𝘮𝘦𝘯𝘵𝘰, 𝘪𝘯𝘥𝘦𝘱𝘦𝘯𝘥𝘦𝘯𝘵𝘦𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘥𝘢 𝘧𝘰𝘳𝘮𝘢 𝘦𝘮 𝘲𝘶𝘦 𝘴𝘦𝘫𝘢 𝘤𝘳𝘪𝘢𝘥𝘢. Ocorre porque a criança em desenvolvimento ainda não encontrou formas mais saudáveis de colocar-se no mundo ou fazer pedidos! 𝗛𝗮́ 𝗯𝗶𝗿𝗿𝗮𝘀 𝗲 𝗯𝗶𝗿𝗿𝗮𝗮𝘀!! 😬 Há birras naturais e outras excessivas. As diferenças entre elas são a frequência, intensidade e o prolongamento… já estão a imaginar as situações certo?É necessário identificar os tipos de birra para saber como agir e saber qual é o tamanho real da mesma!! 𝗘𝗻𝘁𝗮̃𝗼 𝗾𝘂𝗮𝗶𝘀 𝗼𝘀 𝘁𝗶𝗽𝗼𝘀 𝗱𝗲 𝗯𝗶𝗿𝗿𝗮? 

𝗔 𝗕𝗜𝗥𝗥𝗔 𝗜𝗡𝗧𝗘𝗡𝗖𝗜𝗢𝗡𝗔𝗟:

 que é endereçada a uma pessoa específica… (mais uma fotografia na nossa cabeça). 👉 𝗖𝗼𝗺𝗼 𝗔𝗴𝗶𝗿: 👍Manter a calma.👍Levar a criança a um local reservado para ter uma conversa respeitosa e com amor.👍Entender que a birra tem a ver com a frustração da criança e não é algo pessoal contra nós. E é uma ótima oportunidade de aprendizagem. Lembram o post anterior? ajudar a criança a não afundar-se no rio, criando conexão primeiro e depois ajudando-lhe a conectar os dois lados do cérebro? assim mesmo. 

𝗔 𝗕𝗜𝗥𝗥𝗔 𝗜𝗠𝗣𝗥𝗘𝗩𝗜𝗦𝗜́𝗩𝗘𝗟:

 Apanha todo mundo de surpresa, inclusive a criança!! (estão a ver quando assim de repente explodem e nós ficamos de olhos espantados a pensar, mas de onde é que saiu esta birra?). Simplesmente a criança é apanhada num turbilhão de emoções, fica confusa e reage confusamente.O que acontece no cérebro da criança quando isso acontece? “O Sequestro da Amígdala”. Ou seja este tipo de birra é uma reação fisiológica. Mas posso dizer-te que não só os miúdos sofrem com este sequestro, estás a ver os momentos em que te salta a tampa, gritas e choras porque o teu filho está extremamente desobediente? Em que ficas frustrada, triste, irritada ao mesmo tempo? E reages de forma descontrolada e desproporcional? Pois, a tua Amígdala cerebral foi sequestrada. 𝗖𝗼𝗺𝗼 𝗮𝗴𝗶𝗿: 👍Conter a criança com firmeza sem a magoar, sem gritar e sem ameaçar. (porque assim estamos todos em modo birra).👍Com crianças pequenas (até 18 meses) funciona apresentar outras distrações para deslocar o padrão mental da criança.👍Com crianças maiores funciona ficar a altura da criança, olhar diretamente aos olhos e falar sobre os sentimentos que deve estar a experimentar nesse momento. Acolher esses sentimentos afirmando que percebemos o que está a sentir. Vamos pensar sempre que o nosso dever é levar os nossos meninos a manter-se centrados enquanto navegam no rio. Numa margem desse rio estão as emoções e do outro lado a razão. Precisam de nós para se manterem no meio a navegar com harmonia. As crianças que aumentam a sua integração entre emoção e razão vão desenvolver-se de maneira mais saudável e aprender a responder mais adequadamente as frustrações que vão viver ao longo da vida.👍 É um processo que vão aprender, o de fazer pedidos de forma assertiva e serena, com a nossa ajuda. Espero que seja de utilidade este post do blog de hoje.  Beijinhos da Glam

 

Artigo Inspirado nos estudos da Dra. Márcia Belmiro criadora do Método CoRE KisdCoaching.

Veja mais sobre este tema aqui.